Documento sem título

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

 
 
Documento sem título
 
 

 
 
Pesquisa da EBD
Aliança Batista Mundial
Seminário Teológico Batista de Niterói
Ministério OIKOS
Junta de Missões Nacionais
Junta de Missões Mundiais
Convenção Batista Fluminense
Convenção Batista Brasileira
 
Contadores de Acesso:
Total de visitas: 154869
Visitas hoje: 94
Documento sem título
 
 
  Estudos
   
 
RESSURREIÇÃO
Material Utilizado no PGM de 04/07/2015 Ressurreição Você já foi questionado sobre a ressurreição de Cristo? No Evangelho de João 20:1-10 podemos ler essa narrativa que é tão importante para nós cristãos. Ressurreição ? Ato de ressurgir ou de reaparecer vivo depois de ter morrido. (Dic. Lingua portuguesa) - A união da alma ou espírito ou seu próprio corpo após a morte.(Dic. Bíblico Davis) Em  Atos 17-30 a 34 podemos ver que Paulo ia muito bem no seu discurso no Areópago em Atenas; (Areópago - Lugar chamado de monte de Ares deus da guerra entre os gregos, usado como tribunal e ponto de encontro para discussões filosóficas)  , ele estava sendo ouvido até quando falou da ressurreição, logo caiu em descrédito embora al ...
 
   
   
 
RESGATAR A HISTÓRIA PARA RETOMAR O CURSO
RESGATAR A HISTÓRIA PARA RETOMAR O CURSO   Para nós é difícil visualizar como era o cristianismo primitivo. Certamente era muito diferente do cristianismo que conhecemos hoje. Não havia prédios bonitos, não havia seminários teológicos, não havia faculdade cristã, não havia escola dominical nem havia corais. Somente pequenos grupos de crentes. Pequenos grupos de comunhão e crescimento cristão. No início, não existia nem mesmo o Novo Testamento. O próprio Novo Testamento não foi a causa destes pequenos grupos de comunhão, mas sim o resultado deles. Assim, os primeiros livros do Novo Testamento foram cartas escritas a estes pequenos grupos, em parte por causa de suas di­ficuldades, perigos e tentações. Tudo que eles tinham era a comunhão, nada mais. N ...
 
   
   
 
SE OS HINOS FALASSEM II (MÚSICA)
MAS SOBROU A MALA Numa noite fria, um trem se dirigia à Chicago, repleto de pessoas que tinham passado o natal na região leste do país, entre elas, estava o casal Philip P. Bliss. Tudo corria bem quando, de repente, a ponte sobre a qual o trem passava desmoronou. Bliss sobreviveu à queda, mas, na tentativa de salvar sua esposa acabou morrendo. Poucos foram os sobreviventes. Alguns pertences foram recuperados. Philip e sua esposa morreram, mas sobrou a mala. Nesta mala haviam hinos, alguns desconhecidos até então. Bliss dirigia a música nas conferências comandadas pelo Major Whittle. Seu sucessor foi James McGrannahan. James viu as letras que estavam na mala de Bliss e gostou especialmente do "Cantarei de Cristo? (399 do Cantor Cristão), tanto que compôs sua melodia. Est ...
 
   
   
 
SE OS HINOS FALASSEM (MÚSICA)
O HINO DA MALA O jovem poeta em questão pertencia a uma família rica. Ele, no entanto, sempre foi generoso com suas posses, distribuindo-as entre amigos. Quando criança, tal atitude levou sua mãe a costurar o dinheiro no forro de sua roupa, quando ele ia à escola. Ele se chamava Reginald Heber. Sempre aplicado, ele tinha como referência o Sir Walter Scott, homem de destaque na literatura inglesa. Mais tarde, pastoreou uma igreja anglicana numa cidade pequena da Inglaterra. Foi durante este pastoreio que ele escreveu a maioria dos seus hinos, embora não pudesse cantá-los em sua igreja por determinação superior. Merece destaque um dos hinos mais cantados: "Santo, Santo, Santo? (nº 09 do Cantor Cristão). Este hino foi baseado em Ap. 4:8-11. Este e tantos outros hinos só foram descobe ...
 
   
   
 
AS 95 TESES DE LUTERO
AS 95 TESES DE LUTERO Por amor à verdade e no empenho de elucidá-la, discutir-se-á o seguinte em Wittenberg, sob a residência do reverendo padre Martinho Lutero, mestre de Artes e de Santa Teologia e professor catedrático desta última, naquela localidade. Por esta razão, ele solicita que os que não puderem estar presentes e debater conosco oralmente o façam por escrito, mesmo que ausentes. Em nome do nosso Senhor Jesus Cristo. Amém. 1. Ao dizer: "Fazei penitência", etc. [Mt 4.17], o nosso Senhor e Mestre Jesus Cristo quis que toda a vida dos fiéis fosse penitência. 2. Esta penitência não pode ser entendida como penitência sacramental (isto é, da confissão e satisfação celebrada pelo ministério dos sacerdotes). 3. No entanto, ela não se ref ...
 
   
   
 
CRUZANDO FRONTEIRAS (MISSIOLOGIA)
CRUZANDO FRONTEIRAS A missionária Keley Permino descreveu algumas de suas experiências na Guiné. Um dos momentos mais agradáveis é a refeição, onde todos da casa se assentam ao redor de uma grande bacia que contém arroz bem cozido com molho em cima.  Todos comem com as mãos, mas é importante indicar que o comer (aparentemente um ato simples) possui fronteiras. O mundo cada vez mais globalizado propõe um relacionamento sem fronteiras. Isso se aplica a missões? Como superar fronteiras culturais? Talvez seja melhor perguntar como é possível respeitar as fronteiras e superá-las como se não existissem? Há diversas barreiras que precisam ser vencidas para alcançar o povo Sussu.   BARREIRA LINGÜÍSTICA   A língua falad ...
 
   
 
1
 
 
 
 
 
 
 
Documento sem título
 
       
Todos direitos reservados: Igreja Batista Central em Trindade 2009-2011   Desenvolvido por Clandevelop
R. Dr. Humberto Soeiro de Carvalho, 779, Trindade, São Gonçalo - RJ
Tel.: (21) 2701-8546